Maraú: Polícia Civil localiza estufa de pés de maconha

A Polícia Civil destruiu mais uma plantação de maconha no município de Maraú. Desta vez a operação coordenada pelo delegado Marcos Augusto Larocca aconteceu em Taipú de Fora. No local foi encontrada uma estufa climatizada com ar condicionado, exaustor e iluminação artificial. Foram aprendidos 81 pés de maconha e sementeiras com 209 mudas da droga.

A polícia conseguiu prender em flagrante, Paulo Cambeiro Pimenta. Todo o material aprendido foi apresentado na delegacia em Barra Grande. No dia 18 de novembro a PM destruí 300 pés de maconha em uma roça na região do Minério. Já no dia 30 de novembro, 217 pés de maconha foram destruídos pela PM em uma fazenda na região da Gamboa, zona rural de Maraú.


Jovem de 17 anos é assassinado em Ibirataia

Adriel tinha passagens por roubos, furtos e posse de entorpecentes.
Um jovem de 17 anos identificado como Adriel Pólvora Santas, conhecido como “Paulista” foi assassinado na madrugada deste sábado na Praça Agnelo Calixto, bairro Mirassol, na localidade conhecida como “Barro Vermelho”. Segundo informações de populares, dois homens numa moto chegaram próximo a vítima e anunciaram um assalto e posteriormente efetuaram disparos de arma de fogo. Paulista já foi apreendido diversas vezes por furtos, roubo e posse de entorpecentes. Já foi aprendido também na cidade de Itagibá e em Ipiaú. A Polícia Militar foi acionada e realizou o isolamento do local até a chegada do DPT. Ninguém soube informar o paradeiro dos criminosos. A Polícia Civil investigará o caso. *Blog Ocorrência Policial

Ações da polícia terminam com um suspeito de tráfico morto e cinco presos em Amargosa, Laje mais duas cidades da Bahia

Um homem suspeito de integrar quadrilha de tráfico de drogas foi morto em confronto com a polícia e outros cinco foram presos durante ações realizadas na última quinta-feira (7), nas cidades de Amargosa, Laje, Ipecaetá e Aporá, na Bahia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), por volta das 4h, em Amargosa, distante cerca de 235 km de Salvador, João Marcos dos Santos de Jesus, conhecido como “Digo”, foi abordado por policiais militares, reagiu, atirou nos militares, mas acabou atingido e não resistiu aos ferimentos. Com ele foram encontrados um revólver calibre 38, 21 pinos de cocaína e 19 porções de maconha. Duas horas depois, na mesma região, os PMs prenderam um suspeito conhecido como “Niquinho”, que estava com 109 trouxas de maconha. Informações preliminares apontam que ele atuava em conjunto com Digo. No município de Laje, a 53 Km de Amargosa, ocorreram três flagrantes. Pela manhã, Cristovam Ramos dos Santos foi capturado com um revólver calibre 38 e porções de cocaína. Na segunda ação, Carlos Antonio Pereira Ramos foi detido com duas espingardas de fabricação caseira e, por último, no período da tarde, um criminoso fugiu ao avistar as viaturas da Cipe Litoral Norte, deixando para trás meio quilo de maconha e 13 pinos de cocaína. As últimas prisões ocorreram em Ipecaetá, a 132 Km de Amargosa, e em Aporá, a 290 Km. Em Ipecaetá, Reinaldo Gonçalves Souza foi preso com um revólver calibre 32, enquanto que em Aporá, no distrito de Itamira, Nerisvaldo de Alcântara foi capturado com uma pistola calibre 22.

Após extrair dente estudante sofrer infecção generalizada e termina morrendo em PE .

Após complicações depois de extrair os sisos, uma estudante, 23 anos, morreu, nessa quinta-feira (7), em Pernambuco. Bruna Ribeiro cursava Arquitetura na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ela estava internada em um hospital particular, no Recife, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “No mês passado ela fez a extração do siso e entrou em um quadro de infecção generalizada. Estamos muito tristes com a partida dela”, informou, pedindo para não ser identificada, uma amiga da família, em entrevista ao Diario de Pernambuco. Por meio de nota, universidade lamentou a morte da jovem. “A UFPE e, em especial, o Departamento de Arquitetura e Urbanismo e o Centro de Artes e Comunicação (CAC) lamentam o falecimento da aluna Bruna Ribeiro Correa, de 23 anos, ocorrido na manhã de quinta-feira (7). O velório será realizado a partir das 12h e a cremação, às 18h, no Cemitério Morada da Paz. Bruna Ribeiro ingressou em 2013.1 no curso de Arquitetura e estava internada na UTI por complicações depois de uma cirurgia do siso”.

Bahia tem 2,1% da população carcerária brasileira que é a terceira maior do mundo com 726.712 presos

Dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) divulgado hoje (8), em Brasília, pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça, revelam que o total de pessoas encarceradas no Brasil chegou a 726.712 em junho de 2016. Em dezembro de 2014, era de 622.202. Diante desse quadro, a população carcerária brasileira é a terceira maior do mundo. O Brasil é o terceiro país com maior número de pessoas presas, atrás de Estados Unidos e China. O quarto país é a Rússia. A taxa de presos para cada 100 mil habitantes subiu para 352,6 indivíduos em junho de 2016. Em 2014, era de 306,22 pessoas presas para cada 100 mil habitantes. Diante do quadro, a reportagem do BNews conversou com João Apolinário Silva, que é especialista em segurança pública e coordenador do Observatório de Segurança Pública da Bahia (OSPBa). O especialista realizou um estudo sobre o sistema prisional baiano, em parceria com o Ministério Pública da Bahia, e a Unifacs. Segundo ele, o Brasil não tem superpopulação carcerária. “Isso é mito do superencarceramento no Brasil, pois não temos a capacidade de conter o grande volume de criminosos que se espalham por todo país”, afirma Apolinário.
Ainda segundo o levantamento, o sistema prisional brasileiro tem 368.049 vagas, segundo dados de junho de 2016, número estabilizado nos últimos anos. O diretor geral do Depen, Jefferson de Almeida, disse que existem dois presos para cada vaga no sistema prisional. O gestor também afirmou que houve um pequeno acréscimo nas unidades prisionais, muito embora não seja suficiente para abrigar a massa carcerária que vem aumentando no Brasil.
Também segundo o Infopen, houve um crescimento de mais de 104 mil pessoas. Cerca de 40% são presos provisórios, ou seja, ainda não possuem condenação judicial. Mais da metade dessa população é de jovens de 18 a 29 anos e 64% são negros. De acordo com o relatório, 89% da população prisional estão em unidades superlotadas. São 78% dos estabelecimentos penais com mais presos que o número de vagas.
Comparando-se os dados de dezembro de 2014 com os de junho de 2016, o déficit de vagas passou de 250.318 para 358.663. A taxa de ocupação nacional é de 197,4%. Já a maior taxa de ocupação é registrada no Amazonas: 484%. Para João Apolinário, apesar dos altos números de encarcerados, “a relação entre crime cometido e criminoso preso, ainda é muito pequena. Apenas 17% desses presos estão cumprindo pena por homicídios, ou seja, mata-se muito e prende-se pouco”.
O especialista destaca que a Bahia está bem posicionada no ranking nacional, uma vez que sua população carcerária significa apenas 2,1% do total do país, com 15.202 presos. Porém, o especialista, pondera que “esse baixo número de encarceramento baiano, pode representar o reflexo no alto índice de criminalidade da Bahia”, avalia.
Segundo boletim publicado no site da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap-BA), existem dos 15.202 existe capacidade na rede prisional para 12.093, tendo um excedente de 3.109. Apolinário também avaliou o dado. “Sobre o excedente, ou superlotação, não está em todo sistema. O que há é uma má distribuíção. A superlotação tende a estar ligada a crimes de baixa letalidade. Não temos nenhum inocente lá dentro. O direito de prender está cada vez mais cerceado. prova disso são as audiências de custódia”.
O Governo Federal tem a meta de diminuir a população carcerária em 15%. Com a oferta de alternativas penais e monitoramento eletrônico, segundo Almeida, foi possível evitar que 140 mil pessoas ingressassem no sistema prisional. O diretor do Depen anunciou a previsão da criação de 65 mil novas vagas para o no próximo ano.
Tipificação dos crimes
Os crimes relacionados ao tráfico de drogas são os que mais levam pessoas às prisões, com 28% da população carcerária total. Somados, roubos e furtos chegam a 37%. Homicídios representam 11% dos crimes que causaram a prisão.
O Infopen indica que 4.804 pessoas estão presas por violência doméstica e outras 1.556 por sequestro e cárcere privado. Crimes contra a dignidade sexual levaram 25.821 pessoas às prisões. Desse total, 11.539 respondem por estupro e outras 6.062 por estupro de vulnerável.
Perfil dos presos
Do universo total de presos no Brasil, 55% têm entre 18 e 29 anos. “São jovens que estão encarcerados”, disse o diretor-geral do Depen. Observando-se o critério por estado, as maiores taxas de presos jovens, com menos de 25 anos, são registradas no Acre (45%), Amazonas (40%) e Tocantins (39%).
Levando em conta a cor da pele, o levantamento mostra que 64% da população prisional são compostos por pessoas negras. O maior percentual de negros entre a população presa é verificado no Acre (95%), Amapá (91%) e Bahia (89%).
Quanto à escolaridade, 75% da população prisional brasileira não chegaram ao ensino médio. Menos de 1% dos presos tem graduação.
No total, há 45.989 mulheres presas no Brasil, cerca de 5%, de acordo com o Infopen. Dessas prisões, 62% estão relacionadas ao tráfico de drogas. Quando levados em consideração somente os homens presos, o percentual é de 26%.
Para João Apolinário, o problema da criminalidade está na “cultura do crime”. Ele destaca a atual situação da impunidade nas altas camadas sociais. “A tendência da intelectualidade no Brasil é ter compaixão pelo criminoso e escárnio pela vítima. À medida que classe alta é presa por crime de corrupção, essa tende a desqualificar a prisão, como uma forma de promover sua própria Justiça por crimes cometidos”, comenta.
Investimentos
De acordo com Almeida, os resultados do Infopen ajudam a direcionar as políticas públicas para o sistema prisional e na correta aplicação dos recursos financeiros, tanto da União quanto dos estados. O levantamento, em breve, será substituído pelo Sistema de Informações do Departamento Penitenciário Nacional (SisDepen), que vai coletar informações padronizadas e mais eficazes sobre a situação dos presídios.
Segundo o diretor-geral, o Depen está investindo em políticas públicas que qualifiquem a porta de entrada, de saída e as vagas do sistema, de forma a propiciar um “ambiente prisional mais humano”.
Almeida disse que o Depen aplicará mais recursos em políticas de monitoramento eletrônico (tornozeleiras) e de alternativas penais, para penas diferentes da privação de liberdade, além de intensificar a implementação das audiências de custódia junto ao Poder Judiciário. Além disso, as políticas com os egressos do sistema prisional serão expandidas para que eles voltem a trabalhar.
O governo federal promete continuar investindo na reforma, ampliação e construção de unidades prisionais para que mais vagas sejam ofertadas. A pretensão é a de que sejam investidos recursos para módulos de saúde, educação e outros tipos de ambientes. Em dezembro de 2016, o Ministério da Justiça liberou R$ 1,2 bilhão aos estados, do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), para construção de presídios e modernizar o sistema penal.
Apesar dos investimentos anunciados e contabilizados, João Apolinário defende que apenas investimentos não são o suficiente. “Aplicar dinheiro não vai recuperar. A vontade do estado é que o criminoso seja reintegrado a sociedade, mas não é esse o desejo do criminoso. E aí resta uma pergunta: Caso ele seja reintegrado, a qual sociedade ele participará”, indaga o especialista.
Apolinário encerra sua avaliação da situação prisional na Bahia com uma forte denúncia. “Na Bahia, não é diferente do restante do Brasil, pois os prisioneiros são quem administram os processos interiores dos presídios. Eles ditam o funcionamento dos presídios e o estado é um mero espectador”. (BocaoNews)

Dois moradores de Valença presos com quase 80 kg de maconha em Pernambuco .

Ação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Militar de Pernambuco (2ª CIPM-Cabrobó/PE), prendeu em flagrante, na noite de ontem, dia (30), por volta das 20:00, no Sertão pernambucano, RIVALDO LOPES COSTA, de 53 anos, mecânico, natural de Parnamirim-PE e residente em Valença-BA-(possui antecedentes criminais, já foi preso por tráfico de drogas) e JOSÉ MARTINIANO DOS SANTOS FILHO, de 47 anos, aposentado, natural de Mutuípe-BA e residente em Valença-BA-(não possui antecedentes criminais).

As prisões aconteceram numa ação conjunta entre a Polícia Federal em Salgueiro e Policiais Militares lotados na 2ª CIPM-Cabrobó, através de bloqueios e barreira policial numa atividade de rotina na BR 428, próximo ao Parque de Vaquejada, em direção ao trevo do Ibó onde costumeiramente serve de passagem para o transporte de maconha tanto em veículos automotores como também através de ônibus interestaduais. As equipes de policiais após pararem e fiscalizar vários veículos se depararam com um veículo Fiat Strada de cor branca de placas OZQ-5071, onde após ser feita uma busca minuciosa no interior do veículo foi encontrado na caçamba cerca de 70 (setenta) pacotes de maconha, os quais estavam encobertos por vegetação seca para ocultação da droga vindo a totalizar um peso bruto de 78,6Kg (setenta e oito quilos e seiscentos gramas).

Além da maconha e do veículo também foram aprendidos 02(dois) telefones celulares com os suspeitos. Em seu interrogatório JOSÉ informou que tinha um comércio na Bahia e foi obrigado a fechá-lo em virtude de ter contraído dívidas na praça em razão de um assalto sofrido em sua loja. Disse também que foi RIVALDO que fez a proposta e lhe ofereceu a quantia de R$ 5 mil reais para fazer o transporte da maconha de Cabrobó/PE para Valença/BA e como não tinha carro locou o veículo Fiat Strada por R$ 200 reais. RIVALDO usou do seu direito constitucional de só se manifestar diante do Juiz.

Terminado os trabalhos de barreira policial e tendo sido a droga encontrada os dois suspeitos receberam voz de prisão em flagrante foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foram levados para a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro/PE, onde acabaram sendo autuados pela prática do crime contido no artigo 33 da Lei nº 11.343/2006 (tráfico de entorpecentes) e caso seja condenados poderão pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.  Após a autuação, os presos realizaram Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal para depois serem encaminhados para a audiência de custódia e caso seja confirmada suas prisões preventivas serão conduzidos para a Cadeia Pública de Salgueiro/PE, onde ficarão à disposição da Justiça Estadual.


Um bandido morto e um preso apos ação criminosa no entroncamento de Valença

Uma quadrilha formada por três elementos a bordo de um veículo Siena assaltou, por volta das 19 horas desta sexta-feira (1º de dezembro), o Mercadinho São Sebastião no Entroncamento de Valença. A Guarnição da Peto RP da Ronda Rural e uma guarnição de Presidente Tancredo Neves foram acionadas, sendo que um dos bandidos foi morto ao atirar contra os policiais que revidaram a agressão, outro indivíduo foi preso e um conseguiu escapar ao cerco. Uma pessoa levou um tiro no braço, mas não corre risco de morte. Com o resistente foi encontrado a quantia de R$ 537,00 e um revólver. Todo o fato, bem como todo material apreendido foi apresentado a Delegacia de Polícia Territorial de Valença, sob responsabilidade do Delegado Plantonista, para que fossem tomadas as medidas legais e cabíveis.


Quadrilha fecha rodovia e explode caixas eletrônicos de agências em Camamu

Caixas eletrônicos do Banco do Brasil foram explodidos
(Foto: Reprodução/Whatsapp)
Uma quadrilha formada por cerca de 20 homens fortemente armados incendiou veículos, fechou um dos trechos da BA-001, bloqueou saídas de unidades policiais e explodiu caixas eletrônicos de duas agências bancárias no município de Camamu, no baixo sul da Bahia. A ação, que provocou terror na região, ocorreu na madrugada deste sábado (2). De acordo com o delegado José Raimundo Nery Pinto, titular da 5ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), o grupo criminoso chegou à cidade por volta das 2h30. Para tentar impedir a chegada de policiais de municípios vizinhos, o delegado detalha que os bandidos atearam fogo em dois veículos na ponte que fica entre Camamu e Ituberá, na BA-001.

Agência da Caixa também foi alvo da quadrilha (Foto: Reprodução/Whataspp)
Já dentro do município, alguns integrantes da quadrilha se posicionaram em frente à delegacia e à unidade da PM, onde ficaram atirando para o alto com o objetivo de intimidar as autoridades policias. Não houve feridos. Outra parte do grupo invadiu as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, que são vizinhas, e explodiu caixas eletrônicos com dinamites. Após os ataques, os criminosos fugiram em direção ao município de Itacaré. Não há informações sobre a quantia roubada pelos bandidos, que ainda não foram identificados. *As informações são do G1

Homem é executado com vários tiros ao sair do fórum em Camamu.

Um jovem popularmente conhecido por , Gegeu foi executado na frente do fórum de Camamu com ao menos 5 disparos de arma de fogo. Segundo populares , a vítima tinha uma forte ligação com o crime. Gegeu, segundo os populares, era ex presidiário e estava em regime aberto, respondendo pelo crime de tráfico de drogas em liberdade.O que chamou a atenção da população foi o fato do jovem ter sido assassinado na porta do fórum. “Mataram nas barbas da justiça, é muita frieza” disse um interlocutor que presenciou o fato. Houve rumores de que o mesmo foi vítima de uma emboscada, uma vez que ele estava indo outorgar sua assinatura em papéis jurídicos sobre o processo que respondia e surpreendido ao chegar no local. Gegeu foi conduzido à unidade hospitalar ainda com vida mais não resistiu aos ferimentos e morreu no trajeto chegando ao hospital sem sinais vitais. O corpo da vítima será encaminhado para o IML de Valença , a Polícia Civil tenta desvendar mais um crime.

Elementos acusados de trafico são presos pela policia civil em valença .

Na manhã desta quarta feira (29) o S.I. da Policia Civil prendeu em flagrante Delito Ruam de Jesus Fonseca ” Ruam ” e Rafael de Jesus Araujo ” Negão” e mais dois adolescentes pelo fato dos mesmos estarem traficando e realizando assaltos no centro da cidade.

Na casa em que os individuos foram flagranteados foi encontrado certa quantidade de Crack, Um tablete grande com aproximadamente 350 gramas de Maconha, dinheiro trocado, Balança Digital de Precisão pra pesar as drogas, papel alumínio usado no empacotamento”, 01 Brucutu preto que usavam para cobrir o rosto no momento dos assaltos. Foi aprendido celulares e 01 Televisão supostamente procedentes de roubos.

duas trouxas embaladas de maconha, um pacote de semente da erva, 100 cem pedras recem cortadas de crack, 11 pedras já embaladas, tres pedras grandes de krack e uma valor de R $360,50 reais em espécie

 

FONTE:Polícia Civil 5°COORPIN