Prisão enfraquece Lula e põe Marina perto de Bolsonaro, diz Datafolha

No levantamento anterior do Datafolha foi concluído, Lula
tinha até 37% das preferências.
A prisão diminuiu o apoio do eleitorado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), aumentou a desconfiança sobre a viabilidade de sua candidatura presidencial e manteve indefinida a disputa pelo seu espólio eleitoral, de acordo com o Datafolha. Pesquisa nacional realizada pelo instituto na semana passada aponta o líder petista com 31% das intenções de voto no cenário mais favorável entre nove pesquisados. No fim de janeiro, quando o levantamento anterior do Datafolha foi concluído, Lula tinha até 37% das preferências. A nova pesquisa foi feita entre quarta (11) e sexta-feira (13). Foram realizadas 4.194 entrevistas em 227 municípios. Como os cenários pesquisados são diferentes dos analisados em janeiro, a comparação direta entre os dois levantamentos não é possível. O PT diz manter a intenção de registrar a candidatura de Lula, preso no sábado (7) para cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro. Apesar do veto imposto pela Lei da Ficha Limpa à candidatura, a legislação permite que ele peça registro mesmo preso. Cabe à Justiça Eleitoral analisar o pedido. Nos cenários com Lula fora do páreo, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) e a ex-senadora Marina Silva (Rede) aparecem empatados na liderança. Ele tem 17% das intenções de voto, e ela oscila entre 15% e 16%. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.*Com informações da FOLHA

Fifa divulga modelo de ingresso da Copa do Mundo da Rússia

Resultado de imagem para modelo do ingresso para copa da russia
A Fifa divulgou nesta sexta-feira (6) o modelo de ingressos para os Jogos da Copa do Mundo 2018 da Rússia. O bilhete traz as informações do jogo que o torcedor adquiriu e a imagem da taça do Mundial, destaque do lado direito. Além dos desenhos tradicionais russos que divulgam o evento.
De acordo com a Fifa, o tíquete traz a rodada do jogo, nome do estádio, data, horário da partida, hora da abertura dos portões e a categoria da entrada. O bilhete ainda informa ainda a localização do assento e ainda vem com um mapa indicando o setor. Uma lista de itens proibidos também consta no ingresso. Além das informações, o ingresso tem um protocolo de segurança como um código de barras e um holograma. Eles serão personalizados com o nome do comprador. Os torcedores terão um Fan ID, espécie de passaporte de identificação pessoal, para entrar nos estádios.
A Fifa ainda anunciou que haverá dois perímetros ao redor dos estádios. Os torcedores terão que mostrar o ingresso para passar da primeira barreira, que fica um pouco distante das arenas. A segunda já é mais próxima da entrada para os estádios. Uma rádio-frequência vai identificar os ingressos cancelados ou falsificados.
De acordo com a Fifa, cerca de quase 1,7 milhão de ingressos já foram reservados. Mais da metade deles foram adquiridos por torcedores que moram fora da Rússia. Na segunda fase, os russos foram os maiores compradores dos bilhetes. A terceira fase de comercialização das entradas começará no próximo dia 18.

Treze deputados da BA estão entre os mais de 27 mil motoristas com CNH suspensa

Treze deputados baianos, sendo dez estaduais e três federais, estão entre os mais de 27 mil motoristas que tiveram a Carteira Nacional de Habilitação suspensa pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), por causa de infrações que resultaram em mais de 20 pontos no documento.

O edital que divulgou a suspensão do direito de dirigir dos condutores foi publicado no dia 24 de março.

Os deputados estaduais que constam na lista são Angelo Coronel (PSD), atual presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Luiz Augusto (PP), primeiro vice-presidente da Casa, Maria del Carmen (PT), Reinaldo Braga (PSL), Roberto Carlos (PDT), Paulo Rangel (PT), Nelson Leal (PSL), Marcelino Galo (PT), Alan Sanches (DEM), e Leur Lomanto Júnior (PMDB).

Já os deputados federais que estão com o direito de dirigir suspenso são José Nunes (PSD), Pastor Luciano Braga (PRB), suplente do deputado Irmão Lázaro, e Roberto Britto (PP). Além deles, o nome do atual secretário de Educação da Bahia e senador licenciado Walter Pinheiro (sem partido) também consta na lista.

Eles têm até o dia 31 de maio para, em caso de interesse, apresentar recurso junto ao órgão e tentar regularizar a situação. A suspensão pode ocorrer, a depender do número de infrações, durante o período de um a três meses.

Notificação

Segundo a relatora dos processos de suspensão de habilitação do Detran, Aline Alves, além de serem avisados por meio da publicação do edital, os condutores foram notificados pelos Correios.

Os condutores que não entrarem com recurso ou que tiverem o recurso negado devem entregar as carteiras de habilitação e fazer um curso de reciclagem.

Se for flagrado dirigindo com CNH suspensa, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê a detenção do condutor, de seis meses a um ano, e multa, além de ficar sem dirigir pelo mesmo período que havia sido suspenso anteriormente. A ocorrência provoca a abertura do processo de cassação da carteira.

Os motoristas que tiveram as carteiras suspensas podem procurar qualquer posto avançado de atendimento do Detran e do Serviços de Atendimento ao Consumidor (SAC).

m caso de entrega da CNH, o motorista só precisa levar o próprio documento. Já se for interpor recurso, pode apresentar o documento escrito, até em próprio punho, além de cópia da documentação do veículo.

O que dizem os políticos incluídos na lista

G1 procurou todos os políticos citados na reportagem. Confira abaixo o que cada um disse:

  • Angelo Coronel (PSD)

O deputado Ângelo Coronel informou ao G1, por telefone, que não dirige há mais de 20 anos e que a inclusão do nome dele na lista deve ter ocorrido por algum equívoco. Ele também disse que já entrou com recurso junto ao Detran.

“O que pode ter ocorrido é que algum motorista da Casa [da Assembleia] pode ter tomado alguma multa e ela ter vindo parar em meu nome. Isso que acontece: quando se tem um carro na Assembleia e ele recebe multa entra no nome do deputado, que deve procurar o Detran para dizer de fato quem estava dirigindo o carro. Já fiz o recurso. Há muito tempo não dirijo mais. Acho que nem sei mais dirigir”.

  • Luiz Augusto (PP)

O deputado informou que tem em seu nome cerca de 15 carros, que estão com filhos e outros parentes e que as multas dos veículos acabam caindo em seu nome. Destacou que tudo foi esclarecido ao Detran antes da lista ser publicada pelo órgão, mas que mesmo assim o nome dele foi incluso.

“Já tinha recorrido anteriormente. Isso acontece porque a multa vai para quem está com o carro no nome e não para o condutor. O que a gente faz é procurar quem tomou a multa para que possa tomar os pontos. Devo ter uns 15 carros em meu nome, todos meus, de pessoa física. O Detran já sabia disso e me mandaram uma retratação depois da divulgação da lista com meu nome. Desde fevereiro que já tinha feito o pedido, mas mesmo assim o nome continuou no sistema”, destacou.

  • Alan Sanches (DEM)

G1 entrou em contato com o gabinete do deputado e aguarda retorno.

  • Marcelino Galo (PT)

O deputado informou que teve ciência de que seu nome constava na lista por meio da imprensa, já que disse não ter recebido nenhuma notificação do Detran. Afirma que o gabinete tem vários carros e que eventuais multas são inseridas em seu nome, mesmo quando não está dirigindo.

“Vamos recorrer junto ao Detran e estamos fazendo levantamento para saber quem estava dirigindo no momento das infrações para que cada motorista possa reivindicar as multas em seu nome. Isso foi um acúmulo de multas que não foram graves. Não houve nenhum acidente, nenhuma notificação por alcoolização, nem incidentes graves. A maioria das multas é por pequenas ultrapassagens de velocidade. O que estamos fazendo é controlar a saída dos carros, para saber quem está dirigindo”, destacou.

  • Nelson Leal (PSL)

G1 entrou em contato com o gabinete do deputado e aguarda retorno.

  • Paulo Rangel (PT)

G1 entrou em contato com o gabinete do deputado e aguarda retorno.

  • Roberto Carlos (PDT)

O deputado Roberto Carlos informou, por telefone, que ficou surpreso com a inclusão do nome dele na lista do Detran, já que está sem carro desde 2010 e imaginou que um processo que tinha com o órgão em andamento, após a venda do veículo, teria sido arquivado. O deputado informou que recorreu e aguarda posicionamento do órgão.

“Eu tive um carro e vendi em 2010. Só que o cara que comprou não transferiu para o nome dele e teve algumas multas. O carro chegou a ser preso em Senhor do Bonfim e eu exigi que não fosse solto até que houvesse a transferência. Ele, então assumiu os pontos e o Detran disse que o processo seria arquivado e agora fiquei surpreso quando vi meu nome. Depois de 2010, não comprei mais nenhum carro e não tenho motivos para ter multas”, disse.

Reinaldo Braga (PSL)

G1 entrou em contato com o gabinete do deputado e aguarda retorno.

  • Maria del Carmen (PT)

G1 entrou em contato com o gabinete da deputada e aguarda retorno.

  • Leur Lomanto Júnior (PMDB)

G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação do deputado e aguarda retorno.

  • José Nunes (PSD)

Por telefone, o deputado informou ao G1 que acredita que a carteira dele tenha sido suspensa por falta de renovação, já que não dirige há mais de 10 anos. Afirmou, no entanto, que irá mandar um assessor ir até o órgão para esclarecer o ocorrido.

“A informação que eu tive é que a minha carteira foi cassada não por quantidade de pontos, mas sim porque tem mais de 10 anos que não renovo. Não dirijo mais, então, não tenho necessidade de revovar, mas mandei um assessor ir verificar o que aconteceu”, disse.

  • Pastor Luciano Braga (PRB)

G1 não conseguiu contato com o político.

  • Roberto Britto (PP)

G1 não conseguiu contato com o político.

  • Walter Pinheiro (sem partido)

G1 não conseguiu contato com o secretário.


Morre a cantora de arrocha Nira Guerreira; amigos desabafam: ‘Estou arrasado’

Foto: Reprodução / Facebook

A cantora Nira Guerreira, de 54 anos, morreu na tarde desta segunda-feira (9). A “Rainha do Arrocha”, como ficou conhecida, estava hospitalizada desde sábado (7) no Hospital Aristides Maltez por causa de complicações causadas pelo câncer de mama. De acordo com o jornal Correio*, o irmão da artista, Jorge Santana, confirmou a morte. A cantora estava em tratamento há cerca de três anos, contra um câncer de mama. Nira  que já foi candidata a vereadora, ganhou notoriedade no ano de 2001, quando se tornou um dos principais nomes do arrocha. Em seu perfil no Facebook, amigos postaram dedicatórias. “Muito triste isso, estou arrasado. 16 anos tocando com ela, isso é uma vida. Ela me dava muitos conselhos, aprendi muito com ela. Vai com Deus”, escreveu um dos amigos. “Hoje o dia está mais triste. Nossa Rainha do arrocha acaba de nos deixar, uma grande perda na musica baiana. Sentiremos muito sua falta, mas tenho certeza que o céu está em festa com sua chegada. Meus sinceros sentimentos a todos da família”, declarou outro. Nira Guerreira era o nome artístico de Tenilra Menezes da Silva.

*BN


Lula está preso em prédio construído no seu governo por empresa investigada na Lava Jato

Lula está preso em prédio construído no seu governo por empresa investigada na Lava Jato

Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficará preso, em Curitiba, no prédio da Superintendência da Polícia Federal construído pela Schain Engenharia durante seus anos na Presidência da República. O petista foi presidente entre 2003 e 2010. O prédio fica no bairro Santa Cândida e foi inaugurado em 2 de fevereiro de 2007. Na placa de inauguração, fixada à direita da entrada principal da Superintendência estão gravados os nomes de Lula e do então ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. Além deles, constam como presentes na inauguração o diretor-geral da PF à época, o delegado Paulo Lacerda, e os diretores da PF do Paraná Alciomar Goersch e Jaber Makul. Outra placa, pregada no pé da parede à direita da entrada do prédio, mas do lado de fora, revela que a construção ficou por conta da Schain Engenharia, uma das empreiteira investigadas na Lava Jato. Executivos da empresa, ligados à família Schain, foram presos na operação por causa de desvios em contratos envolvendo navios sonda. Milton Schain, um dos acionistas da construtora, assinou um acordo de delação em que assumiu ter repassado R$ 500 mil para a campanha de Lula, em 2006, e disse que mantinha uma conta corrente de propina com o PT. Após o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro ser cumprido pela PF, o ex-presidente ficará detido em um dormitório com banheiro no quarto andar do prédio. A sala fica na cobertura do prédio de quatro andares onde as investigações começaram em 2013 e estão armazenados todos os dados da operação. É um cômodo que servia de alojamento para policiais de outras cidades, em missão na capital paranaense, transformado em “cela” para receber o petista. (Correio)


Lula deixa Sindicato dos Metalúrgicos para se entregar à PF

Lula deixa Sindicato dos Metalúrgicos para se entregar à PF

Foto: Reprodução / Globo News

O ex-presidente Lula deixou a sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, por volta das 5h da tarde de hoje (7), em direção à Superintendência da Polícia Federal, no bairro da Lapa, em São Paulo, onde vai se apresentar. Na saída, em um carro prata, houve tumulto, em função de manifestantes que não queriam que ele se entregasse. Na confusão, um portão do edifício chegou a ser removido por apoiadores do petista. Um comboio de viaturas da PF não identificadas foi enviado para fazer apoio do veículo.  Ainda não há confirmação se o político vai ser encaminhado ao Aeroporto de Congonhas, para ir à Curitiba de avião, onde a corporação garante que ele vai passar a noite. Quando se apresentar, Lula vai precisar fazer o exame de corpo de delito. O procedimento pode ser feito em São Paulo ou na capital paranaense. Os advogados do petista tentam que ele seja transferido para a sede da PF em São Paulo, para ficar mais próximo de familiares e da própria defesa. (M1)


Joaquim Barbosa assina filiação ao PSB e deve ser candidato à presidente

Joaquim se filiou ao PSB e deve disputar a presidência
da República (Foto: Reprodução)
O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa aproveitou a sexta-feira (06) com o foco na iminente prisão de Lula para assinar sua ficha de filiação ao PSB. Nesta tarde ele ainda se encontra com o presidente da sigla, Carlos Siqueira. Barbosa havia solicitado que a formalidade fosse discreta, sem festa e nem discurso político. Ele quis evitar associações entre a sua entrada no partido e a mobilização nacional em torno da prisão do petista. Barbosa vinha avaliando sua filiação ao partido, que o convidou de olho no potencial eleitoral do ex-ministro. Pesquisas qualitativas de conhecimento de socialistas apontam que ele pode ser o grande destinatário de votos com a saída do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da disputa eleitoral. Segundo dirigentes partidários, há maioria na legenda a favor da candidatura de Barbosa, mas a ideia vinha enfrentando resistências internas, principalmente entre os que desejam disputar governos estaduais e temem que uma campanha presidencial abocanhe muito dos recursos do fundo eleitoral. Após a filiação, o partido deve organizar, aí, sim, um ato político para marcar a entrada de Barbosa no PSB.

Vice da OAB desiste de candidatura a presidente e diz que Ordem deve dar exemplo

Vice da OAB desiste de candidatura a presidente e diz que Ordem deve dar exemplo

O advogado Luís Cláudio da Silva Chaves, vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), desistiu de se candidatar a presidência do Conselho Federal. Em uma carta, o advogado afirma estar “frustrado e triste”, mas que, de forma consciente, resolveu não “encabeçar disputas porque não quero ser um dos protagonistas da guerra que se avizinha nas eleições da OAB”. “Já temos adversários demais nas violações ao estado democrático de direito”, pontuou. Na carta, ele diz que vivemos em um momento difícil, de intolerância e ódio. “Assim caminha o vale tudo nas eleições em outubro. A OAB deveria dar o exemplo nas suas disputas internas”. “Estou na Ordem para somar e multiplicar. Ao lado de valorosos advogados e advogadas assim fiz em Minas Gerais. Chegamos ao Conselho Federal com o mesmo propósito e determinação. Procurei ser leal com meus pares, íntegro nos meus passos e agregador. Batalhei, batalho e batalharei sempre pela advocacia, em qualquer posto e independente de cargos. Fui, com muita honra (mas despido de orgulho), cotado por muitos colegas para a sucessão presidencial da OAB. Minha intenção é sempre, com lealdade e respeito, como pré-candidato, servir minha classe”, afirmou no comunicado.

De Minas Gerais, ele diz ter encontrado apoio de sua terra em sua trajetória. “No âmbito nacional não encontrei alguns apoios que para mim eram certos e essenciais para pacificar uma candidatura de consenso, de união. A disputa se desenhou”, assinalou. Luís Cláudio disse que poderia participar da disputa, mas asseverou que o momento não é propício para dividir a classe. As eleições para a presidência do Conselho Federal para o mandato 2019/2021 acontecem no início do ano que vem. O presidente e os diretores são eleitos pelos conselheiros federais. Há, normalmente, uma alternância entre as regiões do país para o cargo de presidente do Conselho Federal. O presidente da OAB da Bahia, Luiz Viana, é um dos nomes cotados para disputa (veja aqui). Segundo o site Migalhas, o próximo presidente deve ser um representante do Centro-Oeste ou do Sudeste. O atual presidente, Claudio Lamachia, é do Rio Grande do Sul.


Misturar energético com álcool deixa batimentos cardíacos desregulados

Tomar drinks feitos com energéticos e bebidas alcoólicas é uma prática comum no carnaval. O que pouca gente sabe é que essa mistura pode provocar diversos problemas para a saúde, em especial, para o coração. A combinação faz muito mal ao coração. — O energético é composto por cafeína e taurina. Uma lata equivale a três xícaras de café. O álcool promove uma excitação e, misturado com o energético, a animação se potencializa. A estimulação em excesso pode provocar um problema cardíaco, principalmente quando a pessoa já tem tendência. Em casos mais extremos, a arritmia pode ser fatal — alerta Marcelo Luiz Peixoto Sobral, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Segundo uma pesquisa feita no Canadá, publicada na revista científica Canadian Medical Association Journal Open, mais da metade dos consumidores de energéticos entre 12 e 24 anos já sentiram efeitos negativos em sua saúde após o consumo. Entre os problemas mais citados, além do aumento da velocidade do batimento cardíaco, estão a dificuldade para dormir, dores de cabeça e até incidência de convulsões.Outra questão que causa preocupação é a capacidade que o gosto doce do energético tem de disfarçar a quantidade de álcool ingerida. Isso faz com que a pessoa beba em excesso sem perceber. — Como o jovem não sente a sonolência provocada pelo álcool por causa do efeito do energético, ele não percebe que está perdendo os reflexos. Isso dá uma falsa sensação de segurança. A pessoa acaba se colocando em situações de risco, como dirigir alcoolizado ou fazer sexo sem preservativo — afirma Claudio Tinoco, diretor científico da Sociedade de Cardiologia do Rio.


Pastor diz que casamento gay é “arma diabólica para destruir a sociedade”

Esta semana, a Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) emitiu documentos exigindo que os países da América Latina signatários da entidade legalizem o casamento homoafetivo e estendam os direitos da comunidade LGBT. Alguns governos sinalizaram positivamente. A Costa Rica já anunciou que acatará as orientações da Corte. Em Honduras, o pastor evangélico Evelio Reyes, e líder da influente igreja Vida Abundante, se posicionou fortemente contrário a possibilidade que o mesmo ocorra em seu país. Ele é um conhecido apoiador do presidente Juan Hernández, e já foi processado por “homofobia” ao pedir que os evangélicos não votassem em políticos que defendem a “agenda gay”. Durante uma jornada de oração, na capital Tegucigalpa, Reyes declarou “Para nosso país e o mundo inteiro isso é uma ameaça, uma arma diabólica para destruir a sociedade, nossas instituições, o bem viver, a moral e os costumes que herdamos de nossos antepassados”. Para o líder evangélico, o pedido da CIDH faz parte de uma “agenda diabólica e distorcida”, que pretende “destruir o que a sociedade tem de mais valioso”.Declarou ainda: “É uma maldição, uma aberração (e) uma invenção do inferno. É uma investida contra a família, que é o fundamento da sociedade”. Fez também um apelo para que o governo não ceda e mantenha inalterada a Constituição, que só reconhece o casamento heterossexual.
Finalizou, com um pedido aos cristãos de Honduras “oremos, atuemos, estejamos vigilantes para esta investida patrocinada por grandes líderes e organizações internacionais, formadas por gente depravada”. Embora não tenha citado nomes, provavelmente referia-se ao projeto anunciado pela Fundação Open Society, do bilionário George Soros, que declarou recentemente estar fazendo um grande investimento na América Latina para a legalização do aborto e do casamento gay, além da garantia dos “direitos LGBT” e das conquistas do feminismo. Por enquanto, o casamento gay não é legalizado em nenhum país da América Central. Com informações da agência EFE