Presidente diz que novo técnico do Vitória será definido semana que vem

Presidente diz que novo técnico do Vitória será definido semana que vem

Após a demissão do técnico Alexandre Gallo, a torcida rubro-negra volta as suas atenções para o novo treinador do Vitória. De acordo com o presidente em exercício do Leão, Agenor Gordilho, o novo comandante do clube será definido na próxima semana. “Nesse um dia e meio a gente ainda não parou. Estamos em busca de treinador. Na próxima semana espero ter boas notícias para a torcida rubro-negra, inclusive sobre chegadas de alguns atletas. Tudo dentro do que o novo treinador precisa”, disse, em entrevista coletiva. Gordilho fez questão de pedir o apoio da torcida neste momento e declarou que está se esforçando para ter um time mais unido. “Amanhã quem comanda o clube é Flávio Tanajura, profissional criado na nossa casa, que também está muito preparado. O conselho unido, a torcida junto, os jogadores focados. Amanhã quero pedir à torcida para que nos apoie, porque estamos buscando reunir para fazer um clube mais unido”, afirmou. O novo presidente disse, ainda, que se dedicará integralmente ao Vitória. “Quando a gente se propõe a fazer um trabalho, a gente faz um trabalho com compromisso. Eu me doarei e me dedicarei integralmente ao clube. Medidas serão adotadas, estamos consultando outros profissionais para virem para o clube”, explicou. O Leão entra em campo neste sábado, às 16h, contra a Chapecoense, no Barradão.


Bahia inicia sequência de partidas fora de casa contra o Atlético-MG

Bahia inicia sequência de partidas fora de casa contra o Atlético-MG

O Bahia tem um desafio complicado pela frente na noite desta quarta-feira (19), às 21h45, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Com a necessidade de um bom resultado para seguir distante da zona de rebaixamento, a equipe do técnico Jorginho enfrenta o Atlético-MG Esse será o primeiro de dois jogos longe de Salvador no Campeonato Brasileiro. No retrospecto dos dois clubes, o clube mineiro leva a melhor. Em 55 partidas, o Galo venceu 27, contra 13 triunfos do Esquadrão de Aço e 15 empates. O Bahia não sabe o que é vencer o Atlético-MG há 15 anos. A última vez foi pelo Campeonato Brasileiro de 2002, quando o Tricolor venceu por 5 a 3 na Fonte Nova. Para quebrar o tabu, o capitão Tiago planeja uma equipe cirúrgica enquanto houverem oportunidades de gols. O zagueiro, que retorna de suspensão, poderá enfrentar o clube mineiro, já que não existe uma cláusula que o impeça em contrato. “Jogo muito difícil. A gente sabe da força do Atlético no Independência, eles fazem um caldeirão lá. Se a gente deixar abater dentro do Independência, será complicado. Temos que saber aproveitar os contra-ataques e na hora que tiver oportunidade, fazer o gol. Se a gente for só se defender e achar que as coisas vão acontecer naturalmente, vai ser complicado. Temos que entrar ligados para aproveitar as oportunidades”, declarou. Além do retorno de Tiago, o meia Zé Rafael também retorna. Por outro lado, Renê Júnior não estará disponível, assim como o volante Edson que ainda cumpre punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O atacante Rodrigão, que não se recuperou completamente de uma lesão no pé, segue como desfalque. Após vencer o Atlético-GO na última rodada, o Atlético-MG quer voltar a vencer na Arena Independência, local onde o Galo costuma meter medo em seus adversários. Ultimamente não tem sido assim. Nas sete partidas realizadas por lá na competição, foram dois triunfos, dois empates e três derrotas. O principal desfalque da equipe de Roger Machado fica por conta de Robinho, suspenso. Marlone será o substituto.

FICHA TÉCNICA
Atlético-MG x Bahia
Campeonato Brasileiro – 15ª rodada
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 19/07/2017
Horário: 19h
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e  Bruno Salgado Rizo (SP)
Assistentes adicionais: José Cláudio Rocha Filho e Ilbert Estevam da Silva (SP)

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Bremer e Fábio Santos; Adilson, Rafael Carioca, Elias, Marlone e Cazares; Fred. Técnico: Roger Machado. //// Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Sales, Juninho e Régis; Mendoza, Zé Rafael e João Paulo Queiroz. Técnico: Jorginho.


Vitória finaliza a preparação contra o Grêmio e divulga os relacionados; confira

Vitória finaliza a preparação contra o Grêmio e divulga os relacionados; confira

O Vitória finalizou, na tarde desta terça-feira (18), a preparação para o confronto contra o Grêmio. O treino foi fechado à imprensa. Segundo a assessoria de imprensa, o técnico Alexandre Gallo comandou um trabalho tático no Barradão com foco no ajuste de posicionamento da equipe e bola parada. Já um grupo de atletas reservas e com a presença do recém-contratado Danilinho, foi realizado um treino técnico. O zagueiro Wallace e o atacante Neilton correram em torno do gramado, após apresentarem cansaço elevado. O defensor não poderá atuar contra o Grêmio, já que ele pertence ao clube gaúcho e uma cláusula no seu contrato o impede de entrar em campo. Já o zagueiro Ramon e o volante Willian Farias, que se recuperam de lesão, realizaram tratamento no departamento médico. Quem poderá fazer sua estreia é o atacante Santiago Tréllez, que entrou no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça (18). Ele foi relacionado por Gallo e deve ficar como opção no banco de reservas.

Confira a lista de relacionados:
Goleiros: Fernando Miguel e Caíque
Laterais: Caíque Sá, Patric, Geferson, Thallyson e Leandro Salinho
Zagueiros: Alan Costa, Renê Santos, Bruno Bispo e Kanu
Volantes: Fillipe Soutto e Uillian Coreia
Meias: Cleiton Xavier, Yago, Carlos Eduardo e Jhemerson
Atacantes: André Lima, Neilton, David, Rafaelson, Santiago Tréllez, Paulinho e Júnior (ex-Todinho).


Premiação e a festa da torcida na final do campeonato valenciano de futebol 2017.

 

O campeonato valenciano de futebol chegou a sua reta final em um clima de grande festa e muita emoção onde as equipes do Palmeiras e do Bahia decidiram, na tarde deste domingo (16.07), o titulo do Campeonato Valenciano de Futebol Amador 2017. Com as arquibancadas cheias e a marca da alegria e grande festa do futebol valenciano.

Na categoria sub.18, a partida que abriu o domingo de festa no estádio Antônio sereia estiveram em campo em uma rodada bastante disputada , com lances emocionantes as equipes do Ipiranga da vila operaria X palmeiras do bairro do tento jogo este que terminou em 0 x 0 no tempo normal , nas prorrogações também 0 X 0 , ai as emoções ficaram para a etapa final onde nas cobranças de pênalti a equipe periquita que esteve atrás no placar durante as cobranças viu o goleiro Fernando realizar duas brilhantes defesas e garantir o titulo levando o troféu de campeão na categoria sub 18 para o bairro do tento .

O trio de arbitragem desta partida foi formados por Edelson Barbosa arbitro central , auxiliado por Luiz Fernando oliveira , Elivam evangelista e Antônio Carlos Bomfim  .

Na rodada principal o duelo entre as equipes do tento e baixa alegre, ou seja. Bahia representando a comunidade da baixa alegre  X palmeiras representando o bairro do tento prometia um grande espetáculo , e não ficou por menos .nas arquibancadas a torcida tricolor mostrava porque o Bahia de Henrique estava na final pois não pois com garra e muitas vibrações positiva durante os noventa minutos ela gritava e em alto e bom som é campeão ,é campeão é campeão e um belo espetáculo tomava conta das arquibancadas  .

Em campo com a bola rolando a equipe tricolor pressionava a todo o momento e a equipe periquita na tentativa de abrir o marcador quando em um bate rebate dentro da pequena área piroquinha aproveitando uma sobra de bola chutou forte para o fundo da meta do goleiro Wiliam fazendo assim balançar as arquibancadas do estádio Antônio sereia e bater mais forte o coração do seu eterno presidente Henrique estava aberto o placar Bahia 1 X 0 palmeiras . Com uma marcação forte e pressionando para ampliar o placar o Bahia em campo era só pressão mais quase pagava caro pela ousadia e coragem de encurralar a equipe periquita na tentativa de ampliar o marcador, mais a equipe do palmeiras não estava disposta a ceder a derrota e em uma jogada pelo lado direito de ataque um lançamento a zaga do Bahia chegou cortando e a bola saiu pela linha de fundo na cobrança de escanteio em um vacilo do sistema defensivo da equipe tricolor de cabeça Uelton camisa de numero 3 empurrou para o fundo da meta tricolor aos 44 do primeiro tempo final da primeira etapa terminou empatada em 1 X 1 . No retorno para a segunda etapa com um gramado bastante pesado a equipe do Bahia parecia não se preocupar e continuava apertando e pressionando a equipe palmeirense o jogo começou a ficar violento obrigando o arbitro central Leonardo Menezes farias a expulsar o meio campista tricolor com um homem a menos e a bola rolando o palmeiras meio que desordenando foi pra cima do Bahia e em uma falta cometida pelo lado esquerdo o lateral palmeirense também foi expulso aos 40 do segundo tempo em uma jogada de contra ataque a torcida incansável do Bahia em uma jogada individual Lucas que entrou no segundo tempo fez um lançamento no segundo pau e encontro otto entrando livre e escorou para o fundo da meta do goleiro William que nada teve a fazer , após cinco minutos de acréscimo o arbitro da partida sua excelência Leonardo Menezes farias que teve como assistentes Robson Sousa dos santos ,Bruno Sousa santos e Antônio Carlos Bomfim apitou para o centro do gramado consagrando assim com o placar Bahia 2 X 1 palmeiras .Bahia campeão valenciano de futebol 2017 .

 

Após uma partida bem disputada, o clube do Bahia da Baixa Alegre conquistou seu primeiro título. Por 2 X 1, a equipe do Bahia levantou o troféu de campeão valenciano de futebol 2017 . No final Uma bela homenagem também foi prestada aos ex-jogadores e eternos desportistas valencianos Henrique Pereira (Bahia) e Zuza (Palmeiras) e Sabino que também vestiu a camisa da equipe campeã na década passada  o troféu de vice campeão e as demais premiações  foram entregues pelo vice prefeito Beto da vila e o presidente da câmara de vereadores Luiz da carne . O campeonato foi realizado pela Liga Valenciana de Futebol, sob a direção de Edmundo Fonseca e contou com o apoio da prefeitura, empresários locais e da Federação Baiana de Futebol.

 

www.Reporterurgente.com


Assista aos gols: Bahia 1 x 1 Avaí – Brasileirão série A

Assista aos gols: Bahia 1 x 1 Avaí - Brasileirão série A

ASSISTA AOS GOLS ABAIXO:

A reação do Bahia no Campeonato Brasileiro foi freada pelo empate por 1×1 com o Avaí, na noite deste domingo (16), no estádio de Pituaçu. Em um  jogo de pouca inspiração, o tricolor chegou a sair na frente, com um golaço de Renê Jr, mas cedeu o empate minutos depois e perdeu a chance de conquistar o segundo triunfo seguido na competição. Sem Rodrigão, Jorginho apostou no jovem João Paulo para ser a referência do tricolor na área. Mas os dois times começaram o duelo se estudando bastante.  Com mais posse de bola, o Bahia tinha dificuldade para passar pela defesa catarinense. O chute de Eder e a cabeçada de Renê Jr, ambas para fora, foram os melhores lances do primeiros minutos. Do outro lado o Avaí pouco incomodava o goleiro Jean. Na primeira chegada Eder escorregou na grande área e Joel cabeceou para fora no cruzamento de Junior Dutra. Impaciente com a falta de criatividade, a torcida tricolor chegou a ensaiar vaias, mas logo trocou por aplausos depois que Allione emendou de letra o cruzamento de Eduardo e acertou a trave. Agora, o Esquadrão caiu para a 14ª colocação, com 16 pontos conquistados, e se manteve perto da zona de rebaixamento. O próximo adversário do time baiano será o Atlético-MG, às 21h45 desta quarta-feira 19, na Arena Independência.

FICHA TÉCNICA
Bahia 1×1 Avaí
Campeonato Brasileiro – 14ª rodada
Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 16/07/2017
Horário: 19h
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Assistentes adicionais: Elmo Alves Resende Cunha (GO) e Osimar Moreira da Silva Junior (GO)
Cartões amarelos: Renê Júnior e Feijão (BAH)
Gols: Renê Júnior (BAH); Matheus Reis (contra-Avaí)

Bahia: Jean; Eduardo, Éder, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Renê Júnior, Matheus Sales e Régis (Vinícius); Mendoza (Junior Brumado), Allione (Gustavo Ferrareis) e João Paulo Queiroz. Técnico: Jorginho. //// Avaí: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Lucas Otávio (Lourenço), Wellington Simião e Pedro Castro; Junior Dutra, Romulo (João Paulo) e Joel (Willians). Técnico: Claudinei Oliveira


Petkovic diz que Vitória foi ‘assaltado’ pela arbitragem e promete acionar a CBF

Petkovic diz que Vitória foi ‘assaltado’ pela arbitragem e promete acionar a CBF

O revés por 4 a 2 sofrida diante do Palmeiras, neste domingo (16), no Allianz Parque, foi minimizada no vestiário do Vitória. Para a direção, representada pelo gestor de futebol Petkovic, o resultado passou diretamente pela arbitragem, comandada por Bruno Arleu de Araújo.  De acordo com o dirigente, a CBF  será acionada.  A principal queixa sérvio é o pênalti marcado contra sua equipe e outro sofrido por Patric, que não foi anotado. “Foi um assalto ao Banco Central. Um crime o pênalti que o juiz deu para o Palmeiras. Não é a primeira vez que somos prejudicados. Temos que rever essa situação. Infelizmente o árbitro prejudicou. No segundo tempo tivemos chances claras. A primeira com Neilton e depois com Wallace na trave. Teve o pênalti em cima de Patric e aí dizem que ele não caiu… O juiz tem obrigação de dar a falta, pois quando cai dizem que é cera e punem o jogador. Foi um assalto ao Banco Central que fizeram com a gente (…) A gente vai entrar com uma representação na CBF. São 14 rodadas e já fomos prejudicados em mais de quatro”, disse o cartola, em entrevista à Rádio Transamérica FM. O Vitória tem 12 pontos e ocupa a penúltima posição no Campeonato Brasileiro. O próximo duelo é diante do Grêmio, quarta-feira (19), às 19h30, no Barradão.


Vitória leva virada e perde por 4×2 para o Palmeiras no Allianz Parque

Vitória leva virada e perde por 4x2 para o Palmeiras no Allianz Parque

A tentativa de reação do Vitória no Campeonato Brasileiro vai ter que ficar para a próxima rodada. Na manhã deste domingo (16) o Leão foi derrotado pelo Palmeiras de virada  por 4×2, no Allianz Parque, em São Paulo, e continua na zona de rebaixamento. Os gols foram marcados por Uillian Correia, para o Vitória, enquanto Roger Guedes, Dudu (duas vezes) e Mayke fizeram os do alviverde.  Em um primeiro de pouca inspiração, foi o Vitória que saiu na frente. Aos nove minutos Neilton aproveitou falha de Felipe Melo no meio campo, puxou rápido contra-ataque e achou Uillian Correia livre. O volante avançou e chutou forte de fora da área para abrir o placar.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras x Vitória
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 16/07/2017
Horário: 11h
Árbitro:  Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Eduardo de Souza (RJ)
Assistentes adicionais: João Batista de Arruda (RJ) e Alexandre Vargas Tavares (RJ)
Cartões amarelos: Edu Dracena e Gabriel (Palmeiras); Wallace, Cleiton Xavier ,Yago e Geferson (Vitória)
Gols: Uillian Correia e David (Vitória); Roger Guedes, Dudu (duas vezes)  e Mayke (Palmeiras)

Palmeiras: Fernando Prass, Mayke, Mina, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo (Zé Roberto), Tchê Tchê e Guerra (Michel Bastos); Róger Guedes, Dudu (Borja) e Willian. Técnico: Cuca./////  Vitória:  Fernando Miguel; Patric (Leandro Salino), Wallace, Alan Costa e Geferson; Renê Santos, Uillian Correia, Cleiton Xavier e Yago (David); Neilton (Jhemerson) e André Lima. Técnico: Alexandre Gallo.


Paysandu é denunciado por homofobia pelo Tribunal de Justiça Desportiva

Paysandu é denunciado por homofobia pelo Tribunal de Justiça Desportiva

A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou nesta sexta-feira (14) a denúncia contra o Paysandu por desordem e discriminação homofóbica – tornando o clube paraense como o primeiro a ser autuado por essa infração. O episódio ocorreu no dia 30 de junho, durante o jogo do Paysandu contra o Luverdense, no Estádio do Curuzu, em Belém, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O julgamento está marcado para a próxima quarta-feira (19), a partir das 15h.  No final do embate entre os dois times, um grupo de torcedores do Paysandu foi em direção aos membros da torcida organizada Banda Alma Celeste para criticar a ação da torcia de estender uma bandeira com as cores do arco-íris no dia do Combate à Homofobia, 17 de maio, no embate contra o Santos, no Mangueirão, pela Copa do Brasil. A polícia precisou conter a movimentação, que incluiu agressões e foi enquadrada como manifestação de homofobia pela procuradoria do STJD.  Por não relatar nada em súmula, o árbitro da partida, Jean Pierre Gonçalves Lima, foi denunciado no artigo 266 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pode ser suspenso por 30 a 360 dias, além de ter que pagar multa que varia de R$ 100 a R$ 1 mil.  Já o Paysandu foi denunciado no artigo 213, inciso I, parágrafo 1º do CBJD, acusado de não garantir a prevenção ou repressão das desordens. Caso seja condenado, o clube pode pagar multa entre R$ 100 e R$ 100 mil, além de sofrer perda de até 10 mandos de campo.  Além disso, o Paysandu responderá também ao artigo 243-G do CBJD, por “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”. A pena é de R$ 100 a R$ 100 mil.  O time pode ainda perder pontos na disputa da Série B, já que o parágrafo cita que “caso a infração prevista neste artigo seja praticada simultaneamente por considerável número de pessoas vinculadas a uma mesma entidade de prática desportiva, esta também será punida com a perda do número de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalent


Bahia sedia segunda edição da Copa Open de Judô neste final de semana

Bahia sedia segunda edição da Copa Open de Judô neste final de semana

A Bahia sediará pelo segundo ano consecutivo a Copa Bahia Open de Judô. O evento que já se tornou parte do calendário oficial da Federação Baiana acontece nesta sexta-feira e sábado (14/15), no Centro Pan-Americano, em Lauro de Freitas. A jornada competitiva é aberta para atletas de diversos estados do país, e a expectativa da Febaju é superar o número de participantes e de público, em relação a 2016.  A programação começa nesta sexta-feira (14) com o credenciamento técnico, sorteio das chaves e pesagem. No sábado (15), os combates iniciam às 8h30 com a classe Sub-11 e encerram às 19h com a premiação geral. O acesso da torcida é gratuito. O evento tem apoio do Governo do Estado por meio da Superintendência dos Desportos (Sudesb).


Vitória leva 4×1 do Vasco em casa e se complica na Série A

Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória
Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória

 

Após o triunfo fora de casa contra o Atlético-GO, tudo que a torcida rubro-negra queria para a noite desta quarta-feira (12) era vencer a segunda partida seguida pela primeira vez no campeonato, se afastar do Z-4, manter um tabu de 26 anos sem perder para a equipe carioca em casa e melhorar a sua campanha como mandante, que é a pior do Brasileiro até então.

Para a raiva dos 5.629 torcedores presentes, o que se viu foi o mesmo que vem ditando a tônica da campanha do Vitória na Série A até então: Um time incapaz de traduzir o domínio em resultado e bastante exposto nos contra-ataques. Ao fim do jogo, o placar de 3×1 para o Vasco em pleno Barradão, deixou a situação do rubro-negro ainda mais perigosa, dentro da zona de rebaixamento do Brasileirão.

A grande surpresa ficou por conta da escalação do zagueiro Renê Santos na vaga do volante Willian Farias, quando tudo levava a crer que Uillian Correia seria o escolhido. Apesar de Gallo ter afirmado que não se incomodou com o jogador ter ido a público reclamar da condição de reserva, a não utilização do jogador na partida desta quarta(12) pode deixar o clima pesado no Barradão.

Primeiro tempo – Com a manutenção do 4-1-3-2, o técnico Alexandre Gallo deixou claro que a proposta do Vitória seria de ritmo intenso e marcação elevada como nos últimos jogos. Mas a primeira grande chance do jogo foi vascaína.

Ídolo rubro-negro, Escudero voltou ao Barradão como adversário e mostrou porque a torcida do Vitória sente tantas saudades. Ditando o ritmo no meio de campo e levando perigo nas bolas paradas, o argentino cobrou escanteio fechado aos 7 minutos e viu o atacante Rafael Marques acertar o travessão de Fernando Miguel. Um minuto depois o Vitória respondeu com Cleiton Xavier e forçou o goleiro Martin Silva a fazer boa defesa.

O Vitória buscava sufocar o Vasco mas pecava na criatividade e abria muito espaço para os contra-ataques da equipe carioca. E aos 13, em cobrança de escanteio de Wagner, a bola sobrou no pé de Escudero que chutou cruzado e viu Kanu se atrapalhar com a bola e mandar para o próprio gol. Um erro bizonho e 1×0 para o Vasco no placar.

Com a torcida no pé, o Vitória tentou partir para cima e até teve a posse de bola durante boa parte da etapa, porém sem objetividade alguma. Quando uma grande chance surgiu, foi desperdiçada por André Lima, que após grande jogada de David, não conseguiu completar para o gol vazio.

Segundo tempo – Na volta do intervalo, o panorama continuou o mesmo do primeiro tempo. Vitória com a posse de bola e finalizando mais porém sem acertar o gol de Martin Silva. Ciente da pressão de perder mais um jogo em casa, Gallo resolveu ir para o tudo ou nada e sacou Yago para a entrada de Neílton aos 10 e de Paulinho no lugar de Renê aos 16.

Com o time armado em um 4-2-4 com David, André Lima, Paulinho e Neílton se movimentando muito no ataque, o Vitória amassou o Vasco até conseguir o gol de empate. Após ter feito o gol contra no primeiro tempo, Kanu subiu mais que todo mundo e se redimiu aos 25, empatando a partida.

O alívio não durou muito e a decisão tática de Gallo acabou cobrando o preço quando em um contra-ataque veloz, o Vasco se aproveitou do Vitória totalmente exposto e desempatou a partida com Thalles após lindo passe em profundidade de Guilherme. Visivelmente abalado, o rubro-negro tentou ir para o “abafa” e chegou a comemorar, mas o árbitro marcou impedimento de Kanu após o zagueiro marcar gol aos 34.

Aos gritos de “time sem vergonha”, a torcida mostrava a insatisfação com a apresentação do rubro-negro e se enfureceu de vez ao ver o resultado ganhar contornos de humilhação com os gols de Paulo Victor aos 46 e de Guilherme aos 49.

Com o resultado, o Vitória caiu uma posição e agora ocupa a 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento com 12 pontos em 13 jogos. Na próxima rodada, o rubro-negro enfrenta o Palmeiras às 11h do Domingo (16) pela 14ª rodada da Série A.