Vitória acerta retorno do técnico Vagner Mancini

Vitória acerta retorno do técnico Vagner Mancini

Menos de um ano depois, o técnico Vagner Mancini está de volta ao Vitória para substituir Alexandre Gallo, demitido na semana passada. Essa é a quarta passagem do treinador na Toca do Leão. Da última vez, ele comandou o time entre junho de 2015 a setembro do ano passado e esteve à frente do time em 76 partidas, na qual obteve 33 triunfos, 19 empates e 24 derrotas. Um aproveitamento de 51,75%. Mancini trabalhou pela primeira vez no Rubro-negro em 2008 e ficou até 2009, quando recebeu uma proposta do Santos e mudou de clube. Pouco tempo depois, ele voltou ao Barradão e no término daquela temporada se transferiu para o Vasco. O técnico ainda acumula passagens pelo Paulista, Grêmio, Al-Nasr (Arábia Saudita), Guarani, Ceará, Cruzeiro, Sport, Náutico, Atlético-PR, Botafogo e Chapecoense, sua última equipe. A tendência é que Vagner Mancini comande o time já no duelo contra o Cruzeiro, domingo (30), às 19h, no Mineirão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com apenas 12 pontos, o Vitória ocupa a penúltima posição no certame nacional.


Petkovic é demitido do Vitória

Foto: Mauricia da Matta/ EC Vitoria
Foto: Mauricia da Matta/ EC Vitoria

 

Em meio à grave crise política e esportiva que assola o Vitória, Dejan Petkovic foi demitido da atual gestão pelo presidente interino Agenor Gordilho, na tarde desta segunda-feira (24).

Com uma passagem para lá de confusa pela Toca do Leão, onde foi diretor de futebol, técnico, manager e gestor em um espaço de pouco mais de dois meses, o sérvio acumulou fracassos internos e externos e deixa o clube em situação delicada, na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro.

Como gestor de futebol, sua última função, o ídolo do time nos anos 1990 foi responsável pela contratação de jogadores como Neílton, Carlos Eduardo e pelo técnico Alexandre Gallo, demitido na última sexta (21).

Além da pressão externa, especulações davam conta de que o relacionamento de Pet dentro da Toca do Leão era instável e havia desgaste com funcionários e elenco.

A saída do diretor é mais um baque administrativo no Vitória, que tem sofrido um desmanche completo em sua administração. Além de Petkovic, deixaram o clube o seu antecessor, Sinval Vieira, o diretor jurídico, Augusto Vasconcelos, o presidente Ivã de Almeida, ainda que temporariamente, o diretor médico do clube, Gilson Meireles, e até mesmo o comandante em exercício, Agenor Gordilho, chegou a entregar o cargo antes de assumir.

O clube agora procura além de um novo técnico, um novo diretor de futebol.


Por assembleia irregular, MP pede afastamento de diretoria da CBF

Foto: Divulgação/CBF
Foto: Divulgação/CBF

 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) solicitou, nesta segunda-feira (24), que a cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) seja afastada por irregularidades em ma assembleia geral realizada pela entidade em 23 de março.

Segundo o UOL, depois de instaurar inquérito para investigar mudanças no estatuto do órgão, o promotor Rodrigo Terra chegou à conclusão de que foram tratados assuntos de ordem eleitoral na reunião, que não contou com a presença dos clubes – o que violaria a transparência na administração e, desta forma, afetaria o Estatuto do Torcedor.

O promotor também pediu que as deliberações do encontro fossem anuladas. Caso a Justiça inicie o processo, o presidente Marco Polo del Nero e os vice-presidentes podem ser retirados de seus cargos cautelarmente


Brasil vence os Estados Unidos e avança para fase final do Grand Prix

Brasil vence os Estados Unidos e avança para fase final do Grand Prix

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 e se classificou para a fase final do Grand Prix que será disputada na China. As parciais do confronto realizado em Cuiabá foram 25/20, 25/13, 18/25 e 25/18. O Brasil chegou pressionado a última etapa do Grand Prix e corria o risco de não se classificar para a fase final da competição em que é o atual campeão. Mas ele esteve no controle do placar e trabalhou com margens nos dois primeiros sets. Uma boa explicação para a vantagem estava no passe das americanas que não chegava com qualidade na mão da levantadora. O bloqueio, que já é o fundamento que o técnico José Roberto Guimarães mais elogia, conseguiu parar o ataque das adversárias em muitos momentos. O terceiro set começou com os Estados Unidos abrindo vantagem. A líbero falhou bastante na recepção e chegou a dar golpe de vista em bola que bateu antes da linha. Zé Roberto trocou as jogadoras responsáveis pelo passe, mas a diferença no placar já estava em nove pontos e o terceiro set escapou. O set decisivo finalmente foi equilibrado e começou ponto a ponto. Mas na metade da parcial o Brasil conseguiu abrir vantagem e houve uma série de erros das americana. Aí, virou passeio e a seleção fechou com tranquilidade. Adenizia se destacou nos bloqueios e Tandara e Natália foram muito bem nos ataques, incluindo bolas da linha de três que desmonstaram o sistema defensivo dos Estados Unidos. Faltou passe para a seleção em vários momentos da partida e algumas bolas defensáveis caíram no chão.

A capitão Natália reforçou o salto de qualidade do time na hora em que a situação apertou. “A gente sabia que tinha de vencer os três jogos e fez o trabalho. Crescemos muito na terceira fase (do Grand Prix) e mostra amadurecimento. O time vai chegar muito mais fortalecido às finais”. A seleção passa por renovação e chegou ao Brasil ameaçada de não passar a fase final do Grand Prix. Nas etapas disputadas na Turquia e no Japão foram três vitórias e três derrotas. Antes do jogo contra os Estados Unidos, o técnico José Roberto Guimarães falou que a equipe precisava melhorar em todos os aspectos e citou o passe e a defesa. A fase final será em Nanjing, na China, entre os dias 2 e 6 de agosto. O Brasil chega com mais moral depois das três partidas jogadas no país. Houve uma vitória em jogo de altos e baixos contra a fraca Bélgica e bons desempenhos contra a Holanda e os Estados Unidos. Com informações da Folhapress.


Morre Waldir Peres, ex-goleiro de São Paulo, Corinthians e seleção brasileira

Morre Waldir Peres, ex-goleiro de São Paulo, Corinthians e seleção brasileira

Morreu neste domingo um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro: Waldir Peres, ídolo do São Paulo, com passagem pelo Corinthians e titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1982. Ele tinha 66 anos e sofreu um infarto fulminante durante um almoço com a família, na cidade de Mogi Mirim, no interior paulista. – Nós viemos passear na casa de uns amigos numa festa de aniversário em Mogi Mirim, ele acordou legal, estava brincando conversando e depois do almoço aconteceu, passou mal – afirmou a irmã Isabel, ao portal Uol, pouco depois do ocorrido. Informações preliminares dão conta que Waldir Peres se sentiu mal e teve um infarto por volta das 14h. Foi levado por familiares ao hospital 22 de Outubro, em Mogi, mas não resistiu e teve a morte decretada por volta de 15h30. O ex-goleiro deixa dois filhos, que moravam em São Paulo, e uma filha, que está na Malásia. Ele não era casado.


Baiano Robson Conceição nocauteia mexicano em 40 segundos em Porto Rico

Baiano Robson Conceição nocauteia mexicano em 40 segundos em Porto Rico

Destaque nos Jogos Olímpicos Rio 2016, o boxeador baiano Robson Conceição continua chamando a atenção por onde passa. Desta vez, em San Juan, Porto Rico, ele venceu por nocaute o mexicano Bernardo Gomez Uribe, no primeiro round. A luta aconteceu na noite da sexta-feira (21) e foi válida pela categoria peso super-pena — atletas de até 69 quilos. Pelas redes sociais, o baiano comemorou o triunfo. “Obrigado senhor, mais uma vitória, obrigado galera pelas mensagens, vamos para as próximas”, escreveu. Robson fez questão de afirmar que vai “rumo ao cinturão mundial”. Veja vídeo: (Metro1)


Vitória anuncia o seu novo treinador . E Paulo Sérgio Carpegiane

Carpegiani é o novo técnico do Vitória

Paulo Sérgio Carpegiani é o novo técnico do Esporte Clube Vitória. O futebolista volta ao rubro-negro baiano depois que Alexandre Gallo foi demitido no meio da semana. Carpegiani já passou por clubes como Flamengo, São Paulo, Corinthians, Ponte Preta e Coritiba. Agora, ele terá a missão de reerguer o Vitória, que está em penúltimo lugar na classificação do Brasileirão. (BocaoBews)


Bahia finaliza último treino antes de duelo contra o Santos

Foto: Felipe Santana/EC Bahia
Foto: Felipe Santana/EC Bahia

 

O elenco do Bahia afinou, na manhã deste sábado (22), os últimos detalhes para a partida contra o Santos, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O treino, realizado no mesmo horário da partida, ficou marcado por uma conversa do técnico Jorginho com os atletas, antes de a bola rolar no CT do Palmeiras.

Depois do papo, o grupo iniciou um trabalho voltado para todos os lances de bola parada defensivos e ofensivos, entre eles, escanteios e faltas.

Foto: Felipe Santana/EC Bahia
Foto: Felipe Santana/EC Bahia

 

Jorginho também realizou um treino tático com a provável equipe que entrará em campo no confronto. Na parte final, alguns jogadores aprimoraram cobranças de pênaltis e faltas.

As equipes entram em campo neste domingo (23), às 11h, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.


Jogadores lamentam momento: ‘Não temos desculpas’

Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória
Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória

 

Após perder mais uma partida em casa nesta Série A, os jogadores do Vitória saíram de campo visivelmente chateados com a situação da equipe neste sábado (22). Um dos mais incomodados foi o zagueiro Wallace, que evitou falar muito e disse que o momento de pedir desculpas já acabou.

“Não tenho o que falar. Todo mundo já cansou de tanta explicação e nenhuma solução”, afirmou. Discurso seguido pelo companheiro de zaga Kanu. “Temos que parar de dar desculpas, tomar vergonha na cara e ganhar o próximo jogo”, comentou.

De volta ao time titular, o atacante Neílton foi outro que cobrou mais empenho da equipe e afirmou que é hora de assumir responsabilidades para tentar reverter a situação.

“A nossa equipe começa bem, em cima deles e a gente tem que parar um pouco de errar. A equipe toda. Cada um assumir suas responsabilidades. Não é fácil viver essa situação. Precisamos sair dessa situação urgente”, avaliou.

Já o goleiro Caíque, pivô de falha que originou o primeiro gol da Chapecoense, admitiu seu erro na jogada.

“A bola foi recuada de cabaça, foi um pouco curta. Quando eu cheguei, o jogador deu um toquinho. Eu virei para recuperar a bola, ele embaçou comigo e deu pênalti. Eu assumo o erro, não gosto de colocar erro nos companheiros. Essas coisas acontecem na vida. É difícil uma situação dessa, não tem o que falar. Eu sei que o momento é difícil, mas vamos sair dessa situação, o torcedor não merece isso” afirmou alguns atletas do vitoria em entrevista


Brasil vence Holanda em 4 sets e fica perto da vaga na fase final do Grand Prix

Brasil vence Holanda em 4 sets e fica perto da vaga na fase final do Grand Prix

A seleção brasileira feminina de vôlei levou um susto nesta sexta-feira, mas conquistou mais uma vitória no Grand Prix. O time de José Roberto Guimarães precisou de quatro sets para vencer o bom time da Holanda, por 3 a 1, com parciais de 25/17, 25/14, 18/25 e 25/19, no ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá (MT).  O resultado deixou a equipe brasileira mais perto da classificação à fase final do Grand Prix. Após começar o dia na quinta colocação, a seleção subiu para o quarto lugar, agora com 15 pontos. A Holanda está em terceiro, com a mesma pontuação. A Sérvia lidera, com 18, e os Estados Unidos estão em segundo, com 16.  Se mantiver esta posição ao fim desta fase de classificação, no domingo, o Brasil garante a vaga na fase final. Somente seis seleções avançaram à esta fase, sendo que uma das vagas já pertence à China, por ser a anfitriã da disputa final – no momento as chineses estão em sexto lugar na tabela. Para o duelo desta sexta, Zé Roberto repetiu a escalação de quinta, com Roberta, Tandara, Natália, Rosamaria, Adenízia, Carol e a líbero Suelen. E, como aconteceu no jogo anterior, as brasileiras se destacaram no bloqueio. Foram 20 pontos neste fundamento, o dobro das holandesas.  O time brasileiro também errou menos. Foram 17 pontos cedidos ao rival, contra 20 das europeias. A maior pontuadora da partida foi uma brasileira, Rosamaria, com 18. Natália veio logo atrás, com 17. Pela Holanda, o destaque foi Celeste Plak, com 14 pontos.  Tirando vantagem de certo desentrosamento das rivais, a seleção brasileira começou bem nesta sexta. Abriu vantagem no início e ampliou a frente com certa tranquilidade. Fez 19/14 e fechou o set com oito pontos de vantagem: 25/17.  O segundo set teve início mais equilibrado. A Holanda conseguiu fazer um duelo mais parelho nos primeiros pontos. Mas logo o Brasil deslanchava no placar. Fez 20/12 antes de sacramentar o triunfo na parcial por 25/14.  O terceiro foi o set mais atípico da partida. Foi quando a seleção errou mais e cedeu espaço às holandesas, que fizeram 13/10, depois 20/15 e, então, 18/25. No quarto set, o Brasil retomou o domínio e desperdiçou dois match points antes de sacramentar a vitória em Cuiabá.   O time brasileiro pode confirmar a classificação à fase final em seu último jogo nesta fase. Será contra os Estados Unidos, às 10h10 de domingo (horário de Brasília), novamente na capital do Mato Grosso. Uma vitória garantirá a vaga na fase seguinte. As brasileiras poderiam avançar até mesmo com uma derrota, mas aí dependeriam de uma combinação de resultados.