Quadrilha fecha rodovia e explode caixas eletrônicos de agências em Camamu

Caixas eletrônicos do Banco do Brasil foram explodidos
(Foto: Reprodução/Whatsapp)
Uma quadrilha formada por cerca de 20 homens fortemente armados incendiou veículos, fechou um dos trechos da BA-001, bloqueou saídas de unidades policiais e explodiu caixas eletrônicos de duas agências bancárias no município de Camamu, no baixo sul da Bahia. A ação, que provocou terror na região, ocorreu na madrugada deste sábado (2). De acordo com o delegado José Raimundo Nery Pinto, titular da 5ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), o grupo criminoso chegou à cidade por volta das 2h30. Para tentar impedir a chegada de policiais de municípios vizinhos, o delegado detalha que os bandidos atearam fogo em dois veículos na ponte que fica entre Camamu e Ituberá, na BA-001.

Agência da Caixa também foi alvo da quadrilha (Foto: Reprodução/Whataspp)
Já dentro do município, alguns integrantes da quadrilha se posicionaram em frente à delegacia e à unidade da PM, onde ficaram atirando para o alto com o objetivo de intimidar as autoridades policias. Não houve feridos. Outra parte do grupo invadiu as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, que são vizinhas, e explodiu caixas eletrônicos com dinamites. Após os ataques, os criminosos fugiram em direção ao município de Itacaré. Não há informações sobre a quantia roubada pelos bandidos, que ainda não foram identificados. *As informações são do G1

Aplicativo para substituir titulo de eleitor é lançado pelo TSE .

O brasileiro poderá a partir de agora dispensar o uso do título de eleitor em papel. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou hoje (1°) um aplicativo de celular que substitui a necessidade de portar o documento na hora de votar.
O e-título trará todas as informações que constam no papel e, para os eleitores que já fizeram o cadastramento biométrico – que inclui também foto –, bastará o celular para votar.
Para quem ainda não realizou a biometria, será necessário apresentar, além do aplicativo no celular, um documento com foto. Cerca de 47% dos 146,7 milhões de eleitores fizeram o cadastramento biométrico até o momento.
Para o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, a iniciativa representará economia de recursos públicos, uma vez que não será mais necessário, por exemplo, reimprimir todos os títulos de eleitores que mudaram de zona eleitoral para as próximas eleições.
“Tínhamos para isso [reimpressão de títulos] separados de R$ 200 milhões a R$ 230 milhões”, disse o ministro, dinheiro que, em boa parte, deve ser economizado, segundo ele.
De acordo com o TSE, o aplicativo que dispensa o uso do título foi desenvolvido sem a necessidade de compra de qualquer equipamento ou contratação de serviço externo. A Corte Eleitoral, no entanto, não especificou quanto do orçamento interno do tribunal foi alocado para o projeto.
O aplicativo foi uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Acre com o objetivo de evitar que moradores de localidades muito distantes tivessem de ir até o cartório eleitoral apenas para imprimir o título. Agora, bastará baixar o aplicativo, sendo obrigatório comparecer à sessão somente nos casos de primeiro registro.
O e-título está disponível para aparelhos que funcionam com o sistema operacional Android, na Play Store. A versão para iPhone, que utiliza o sistema iOS, poderá ser baixada em no máximo 10 dias, de acordo com o TSE. Ainda não há previsão de lançamento para outro sistemas. Com informações do Correio 24hs.